• Dra. Elba Ássima

Transtornos mentais e a importância de tratamento precoce para melhor prognóstico



Pessoas acometidas por transtornos mentais sofrem a vida toda com estigmas, o que acaba prejudicando a busca pelo tratamento ou, ainda, a sua aceitação enquanto portador da doença. Por essa razão, é preciso elaborar estratégias que permitam a interferência antecipada dos profissionais de saúde mental, visando reduzir a incidência dessas enfermidades.


É evidente que quanto mais cedo os transtornos mentais forem diagnosticados, melhor será o prognóstico. Entretanto, a dificuldade em afirmar de forma certeira quais indivíduos desenvolverão os distúrbios atrapalha bastante a iniciativa.


Ainda que se considere todas as possibilidades de predisposição para o surgimento das patologias psicológicas, o comportamento humano é imprevisível. De qualquer modo, é necessário estar atento aos fatores genéticos e sociais que classificam os indivíduos como grupo de risco.


Além disso, a intervenção precoce não se trata apenas de tentar prever os transtornos mentais. Um dos seus principais focos é o protocolo da abordagem após a manifestação de sintomas das doenças – em estágio inicial, importante ressaltar –, o que acaba resultando em um tratamento assertivo, melhora mais rápida e maior engajamento do paciente na terapia.


Fonte: Dra. Elba Sarkis

10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo